Uma plataforma única para a divulgação da sua empresa!

Saiba como >>

Director José Alberto Soares

Assessora de Direcção
Helena Mourão

Redacção Andreia Montes
Andreia Pereira
Bruno Miguel Dias
David Carvalho
Paula Pereira
Sara Oliveira
Sara Pelicano
Sílvia Malheiro
Susana Catarino Mendes

Fotografia Ricardo Gaudêncio (Editor)
Gonçalo Fabião
Jorge Correia Luís
José Madureira

Agenda

Director de Produção
João Carvalho

Director de Produção Gráfica José Manuel Soares

Director Comercial Miguel Ingenerf Afonso

Publicidade Carla Gonçalves

Directora de Marketing Ana Branquinho

Relações Públicas Catarina Moreira

Director de Multimédia
Luís Soares


Saúde Pública<sup>®</sup> 95 / Janeiro de 2011 Edições Especiais Saúde Pública<sup>®</sup> 5 / Dezembro de 2010
Mundo Médico<sup>®</sup> 73 / Novembro de 2010 Edições especiais Mundo Médico<sup>®</sup> 140 / Janeiro de 2011
Mundo Farmacêutico<sup>®</sup> 49 / Novembro de 2010 Informação SIDA<sup>®</sup> 83 / Novembro de 2010
HematOncologia<sup>®</sup> 11 / Outubro de 2010 Jornal Pré-Congresso 7 / Março de 2010
Jornal do Congresso 118 / Janeiro de 2011 Jornal Diário do Congresso 62 / Dezembro de 2010
Saúde em Dia<sup>®</sup> 10 / Maio de 2010 <i>Outros Projectos</i> 10 / Maio de 2010
 


Artigo de Saúde Pública®

Nº 46 / Março de 2006






10 Dossiê – Porque os idosos de antes são os jovens de hoje
14 DE MARÇO, DIA DA INCONTINÊNCIA URINÁRIA

Em Portugal, são já perto de 500 mil as pessoas que sofrem de incontinência urinária, ou seja, mais do que o número total de diabéticos ou de doentes com osteoporose.

Neste contexto, há quatro anos, nasceu a necessidade de criar o Dia da Incontinência Urinária (DIU), que este ano se assinala a 14 de Março.

A incontinência urinária é «a perda involuntária de urina que se assume como um problema social e higiénico», segundo a Sociedade Internacional de Continência.

As limitações que a incontinência urinária causa na qualidade de vida do doente são várias: desconforto, embaraço, interferência com as actividades do dia-a-dia, ansiedade, depressão, o lidar com o odor da urina, dificuldades na vida sexual, restrições dietéticas, etc.

A tudo isto juntam-se os custos que acarreta: fraldas, visitas médicas, tratamentos, cirurgias…entre os 15 e os 64 anos, os homens são afectados numa percentagem de 1,5 a 5% e as mulheres de 10 a 30%.

Para agravar o problema, dado ser um tema do foro íntimo, e por culturalmente se aceitar a incontinência como uma etapa inevitável do envelhecimento, os doentes, inibidos pela vergonha ou pelo embaraço, não falam deste problema aos familiares ou ao médico assistente», verifica o Dr. Paulo Vale, presidente da Associação Portuguesa de Neuro-Urologia e Uro-Ginecologia (APNUG).

Atendendo aos factos desta realidade, tornou-se necessário desenvolver uma campanha de informação para que todas as pessoas – incontinentes ou não – conheçam o problema da perda involuntária de urina e, no caso de serem um dos seus alvos, não se inibirem de o partilhar com quem os pode ajudar.

Aliado a esta campanha de informação, foi criado, por iniciativa da Associação Portuguesa de Urologia (APU) e da APNUG, o Dia da Incontinência Urinária (DIU), que este ano se assinala no próximo dia 14 de Março.

«As acções desenvolvidas em torno deste dia visam esclarecer a população sobre a incontinência urinária, explicando em que consiste e que existe tratamento, de modo a incitar os doentes a procurarem ajuda e a falarem com o seu médico», afirma Paulo Vale.

Modelos com mais de 55 anos no DIU

A propósito do Dia da Incontinência Urinária, foi criado um folheto informativo que é distribuído nos Centros de Saúde e por todas as farmácia do País, com a colaboração da Associação Nacional de Farmácias (ANF).

Para além desta iniciativa, as duas associações estão sempre disponíveis para facultar aos órgãos de comunicação social contactos de médicos que trabalham nesta área nas diferentes zonas do País, assim como de doentes que tenham passado pelo problema da incontinência urinária e o tenham resolvido, dando o seu testemunho, garante o presidente da APNUG, que continua:

«Nos anos anteriores, tivemos a funcionar, por um período de quatro meses, uma linha verde telefónica de apoio a quem ligava para pedir informações sobre este assunto. As ligações eram atendidas por profissionais com formação nesta área. Mas, por questões logísticas e pela falta de apoio financeiro, não vamos este ano ter a hipótese de manter esta linha. No entanto, iremos dar conhecimento de três páginas da Internet com informações variadas sobre a incontinência urinária.»

Tendo como lema que «um velho de há uns anos, hoje em dia é apenas uma pessoa madura em plena carreira e actividade, com as iniciativas postas em prática no próximo dia 14 de Março pretende-se passar esta mesma mensagem.

Assim sendo, irá realizar-se, no Clube de Golfe do Paço do Lumiar (Lisboa), a «primeira tacada de golfe aos 60 anos». Em seguida, poderá assistir-se a uma passagem de modelos muito peculiar: as modelos têm todas mais de 55 anos.

«Neste mesmo dia, daremos uma conferência de imprensa na qual, de um modo simples, iremos tentar transmitir a ideia do que é a incontinência urinária, falaremos da sua incidência na população e das formas de a diagnosticar e tratar», adianta Paulo Vale.
ver comentários (0)

Deixe o seu comentário sobre este artigo

Este é um espaço que visa promover a partilha de ideias, opiniões e experiêncas sobre os temas abordados nos nossos artigos. Participe! Outros poderão beneficiar do seu comentário.
Não é aqui facultado qualquer tipo de aconselhamento médico!